logo easyjur azul

Blog

Cumprimento de sentença: Tudo que você precisa saber

O que é arrolamento de bens: como fazer o inventário dos bens

Picture of Por Easyjur

Por Easyjur

Menu do Conteúdo

Quando vamos observar as pesquisas mais frequentes e recorrentes em meio a internet durante os últimos anos, podemos notar que as pesquisas referentes ao arrolamento de bens cresceram de forma exponencial, algo compreensível, já que tal expressão se refere a forma mais simplificada e rápida de fazer o inventário dos bens deixados por determinada pessoa. Contudo, muitas pessoas ainda se perguntam o que é arrolamento de bens, ou como tal procedimento funciona.

Infelizmente, a maioria das dúvidas relacionadas a qualquer assunto jurídico ou da área de direito, por exemplo, o arrolamento de bens, acaba apresentando uma maior dificuldade e complexidade para serem solucionadas, já que pouquíssimas plataformas da internet apresentam informações seguras e confiáveis em relação a tais assuntos.

Para acabar com este problema de uma vez por todas, nós da equipe EasyJur resolvemos separar e disponibilizar todas as principais informações que conseguem explicar o que é arrolamento de bens, além de claro, o seu funcionamento e principais características, portanto, recomendamos que você se atente ao máximo em todo o artigo a seguir. 

Mas afinal, o que é arrolamento de bens? 

Bom, antes de tudo é fundamental explicarmos a definição do arrolamento de bens, para que assim, você possa criar uma boa, ampla e sólida base de conhecimentos referente ao assunto, e consequentemente, poderá se aprofundar no mesmo sem apresentar maiores dificuldades, além de claro, sem desenvolver maiores dúvidas, algo que com certeza seria um grande problema.

Pode-se resumir o arrolamento de bens como uma partilha amigável realizada por herdeiros capazes, uma definição que podemos encontrar no próprio Código de Processo Civil (CPC), logo em seu artigo 659. Para que você conheça ainda melhor tal partilha, resolvemos trazer uma breve citação de tal artigo:

“Art. 659. A partilha amigável, celebrada entre partes capazes, nos termos da lei, será homologada de plano pelo juiz, com observância dos arts. 660 a 663 .

  • 1º O disposto neste artigo aplica-se, também, ao pedido de adjudicação, quando houver herdeiro único.
  • 2º Transitada em julgado a sentença de homologação de partilha ou de adjudicação, será lavrado o formal de partilha ou elaborada a carta de adjudicação e, em seguida, serão expedidos os alvarás referentes aos bens e às rendas por ele abrangidos, intimando-se o fisco para lançamento administrativo do imposto de transmissão e de outros tributos porventura incidentes, conforme dispuser a legislação tributária, nos termos do § 2º do art. 662.”
arrolamento de bens
arrolamento de bens

Como é feito o arrolamento de bens?

É um fato que você já sabe o que é arrolamento de bens, entretanto, como citado mais acima, não basta somente saber a definição de tal processo, e para dar sequência ao artigo, agora iremos explicar como é feito, ou seja, como funciona o processo do arrolamento de bens, para que assim, você tenha uma ideia melhor dos atos processuais que devem ser seguidos nesta situação.

Para iniciar, deverá ser elaborada a petição inicial, a qual fará uma distribuição à uma das Varas da Família e Sucessões, e logo em seguida, o inventariante (indivíduo que ficará responsável por dar continuidade e passar todas as informações necessárias durante o processo) deverá ser determinado. Assim, este momento é marcado pelas apresentações das primeiras declarações, indicando os herdeiros, os bens e seus valores, além do plano de partilha.

Logo após a nomeação de tal indivíduo, chegará o momento de fazer a citação de todos os  herdeiros, e ainda vale dizer que, tais herdeiros poderão apresentar uma impugnação, a qual será dada vista ao Ministério Público, que também deverá se manifestar caso haja testamento ou herdeiro incapaz.

Na reta final, a Fazenda Pública receberá uma intimação para fazer uma manifestação referente ao pagamento do ITCMD, também conhecido como Imposto de Transmissão Causa Mortis ou Doação. Com isso, tal imposto deverá ser pago e o formal de partilha expedido, dando um fim ao processo.

Conheça os diferentes tipos de arrolamento de bens

Para finalizar com chave de ouro, e assim, te deixar por dentro de tudo que diz respeito à o que é arrolamento de bens, resolvemos mostrar os dois tipos distintos de arrolamento de bens que existem, sendo eles:

  • Arrolamento sumário;
  • Arrolamento sumaríssimo.

Leia também:

Bens de terceiros podem ser penhorados: Tudo que você precisa saber sobre a penhora de bens!

Conheça tudo que diz respeito ao seu direito de gratuidade de justiça!

Nosso Compromisso com o seu sucesso

Pessoas

Conectamos advogados, simplificamos processos e impulsionamos a transformação digital

Processos

Com metodologia ágil, simplificamos a gestão e fortalecemos a justiça, gerando resultados exponenciais

Tecnologia

Automatizamos tarefas, impulsionamos a eficiência e oferecemos soluções inovadoras

pri vini easyjur

Planos Easyjur

O plano perfeito para você!

Solução completa para tornar sua Advocacia mais ágil e lucrativa

Growth Plus

Para grandes escritórios avançado
pague no cartão de crédito e ganhe até R$1.500 em cashback

R$

2799

/mês
200GB Docs em Nuvem
4.000 Processos Monitorados
05 Advogados Intimações
30 Usuários Inclusos
200.000 Tokens Juris.ai
20.000 Tokens Análise de Prazos e Elaboração de Propostas com IA
Conta Digital Grátis
TUDO DO GROWTH +
Suporte VIP
Editor Legal Design
Relatórios Avançados
Acesso para clientes ilimitado
Peticionamento Automático (em breve)
SmartDocs.ai Copilot (em breve)

Growth

Para médios escritórios em crescimento
pague no cartão de crédito e ganhe até R$1.000 em cashback

R$

1699

/mês
80GB Docs em Nuvem
2000 Processos Monitorados
03 Advogados Intimações
15 Usuários Inclusos
100.000 Tokens Juris.ai
8.000 Tokens Análise de Prazos e Elaboração de Propostas com IA
Conta Digital Grátis
TUDO DO STANDARD +
Legal Analytics Tool
Cálculos Monetários
Cobranças Personalizadas
Automação de Faturamento
Campos Personalizados
500 Acessos para clientes
EasyJur.ai Copilot (em breve)

Standard

Para médios escritórios
pague no cartão de crédito e ganhe até R$700 em cashback

R$

599

/mês
40GB Docs em Nuvem
800 Processos Monitorados
02 Advogados Intimações
10 Usuários Inclusos
50.000 Tokens Juris.ai
5.000 Tokens Análise de Prazos e Elaboração de Propostas com IA
Conta Digital Grátis
TUDO DO PREMIUM +
Workflow de Tarefas Ágil
Gamificação de Atividades
TimeSheet Dinâmico
Controle Orçamentário
Gestão Estratégica
200 Acessos para clientes
Assinatura Digital (em breve)

Premium

Pequenos Escritórios
pague no cartão de crédito e ganhe até R$500 em cashback

R$

389

/mês
30GB Docs em Nuvem
300 Processos Monitorados
01 Advogado Intimações
05 Usuários Inclusos
20.000 Tokens Juris.ai
3.000 Tokens Análise de Prazos e Elaboração de Propostas com IA
Conta Digital Grátis
TUDO DO START +
Gestão Financeira
Automação de Documentos
Demandas Consultivas
LCRM e Gerador de Propostas
100 Acessos para clientes
*Website Integrado Legal CRM
Captação de clientes com Google Ads (em breve)

Start

Advogados solo
pague no cartão de crédito e ganhe até R$300 em cashback

R$

129

/mês
5GB Docs em Nuvem
100 processos monitorados
01 Advogado Intimações
02 Usuários Inclusos
5.000 Tokens Juris.ai
1.000 Tokens Análise de Prazos com IA
Jurisprudências Integradas
Processos Ilimitados
Dashboard
Juris.ai
Agenda
Pessoas
Processos e Casos
Movimentações
Categorias
Materiais Gratuitos