logo easyjur azul

Blog

roupa manchada

Veja como garantir o direito do consumidor quando tem a roupa manchada – Troca de produtos, garantias, compras pela internet e mais

Picture of Por Easyjur

Por Easyjur

Menu do Conteúdo

Muitas vezes compramos uma roupa na loja e, devido a estarem expostas para o público em geral, é possível que não estejam em perfeito estado, e ao adquiri-las, elas estejam manchadas ou amassadas, ou ainda, pode ser que o cliente comprou a peça como um presente e não serviu. Por isso, a troca de produtos é uma prática comumente utilizada no varejo. O Código de Defesa do Consumidor (CDC) auxilia clientes em alguns casos.

Logo, se o consumidor adquiriu algo e se arrependeu, se um presente não serviu, a mercadoria chegou com defeito, ou se algo foi adquirido em loja física e, após um tempo de uso, não funcionava corretamente, o consumidor tem o direito de solicitar a troca da mercadoria, desde que observado o direito e as diretrizes de cada caso.

É fundamental ter atenção aos direitos do consumidor quando este tem a roupa manchada ou rasgada, em relação à troca de produtos e desistência. Além disso, também é bom observar as garantias contratuais e as diferenças para troca em compras feitas pela internet e lojas físicas.

 

Trocas por roupa rasgada ou manchada

A troca da roupa por causa de defeito é uma das mais comuns e a que tem diretrizes mais claras no CDC. Isso ocorre porque, dependendo do defeito, é necessário trocar a roupa o mais rápido possível. Além disso, a pessoa está pagando pelo produto e não está de fato recebendo pelo valor investido.

Outro problema que os produtos podem apresentar é o vício. Ele é caracterizado por uma falha que prejudica a qualidade de uma mercadoria. Podendo ser definido em dois tipos:

  • Vício aparente

O vício aparente seria uma falha que se detecta facilmente. Por exemplo: foi visto que há um risco na tela de um smartphone que comprou;

  • Vício oculto

O vício oculto é uma falha não imediatamente detectável, percebida ao longo da utilização do item. No mesmo exemplo do smartphone, caso seja percebido que há partes da tela onde não funciona o “touch”.

 

O CDC explica que os fornecedores de produtos de consumo duráveis ou não duráveis respondem solidariamente pelos vícios de qualidade ou quantidade que os tornem impróprios ou inadequados ao consumo a que se destinam ou lhes diminuam o valor. Assim, as empresas são responsáveis por esses vícios e devem resolvê-los no prazo máximo de 30 dias, ou seja, devem reparar os defeitos do produto nesse período. Se isso não acontecer, os consumidores têm direito à:

  1. Substituição do produto por outro da mesma espécie, dessa vez, em perfeitas condições de uso;
  2. Restituição imediata da quantia paga, monetariamente atualizada, sem prejuízo de eventuais perdas e danos;
  3. Abatimento proporcional do preço.

Além disso, se o consumidor quiser substituir o produto, como tem direito, e a empresa informar que não é possível fornecer o item (por falta dessa mercadoria em estoque, por exemplo), o CDC estabelece que poderá haver substituição por outro de espécie, marca e modelo diversos, mediante complementação ou restituição de eventual diferença de preço.

 

Já pelo lado do consumidor, o CDC estabelece que o direito de reclamar por esses motivos  deve ser utilizado de acordo com os prazos abaixo, a partir do recebimento do produto ou, no caso de vícios ocultos, a partir da detecção do problema:

  1. 30 dias no caso de produtos não duráveis (mercadorias com vida útil menor, como alimentos);
  2. 90 dias para produtos duráveis (produtos com tempo maior de vida útil, como por exemplo as roupas).

Se houver um defeito que traz risco à segurança do cliente ou em um item essencial (como uma geladeira que não refrigera alimentos, por exemplo),  a troca deve ser imediata assim que o problema for confirmado. Inclusive fora do prazo de garantia legal, que estabelece até 90 dias para reclamações de problemas nos produtos.

Falando em garantia, existem ao menos 3 tipos: a legal, que mencionamos acima; a estendida (uma oferta das lojas que é contratada separadamente pelo cliente) e a contratual, vamos ver com mais detalhes abaixo.

 

garantia

Tipos de garantias protegidas pelo direito do consumidor quando tem a roupa manchada ou rasgada

Agora que já sabemos que ao comprar um produto em uma loja de roupas, a garantia já está enquadrada no direito do consumidor. Há pelo menos 3 modalidades de garantia que asseguram a qualidade e eficiência do produto.

  • Garantia Legal

A garantia legal é estabelecida pelo CDC e independe de previsão em contrato. Como citado anteriormente, a partir do recebimento do produto, o prazo de 90 dias começa a contar para os bens duráveis.

  • Garantia Contratual

Este tipo de garantia é complementar à garantia legal, sendo adicionada ao produto pela concessionária por sua própria vontade, o que significa que nem todo produto comprado pelo consumidor terá o mesmo tempo de garantia. A validade da garantia começa a partir da data de emissão da nota fiscal, com o prazo e condições impostas pela empresa que geralmente está presente no termo de garantia.

A partir da emissão da nota fiscal, o produto está sob garantia contratual, e após o prazo definido pela concessionária, começa a contar o prazo da garantia legal. Além disso, diferentemente do que ocorre com a garantia legal, a lei não estabelece prazo de reclamação para a garantia contratual. Portanto, somente a partir do término da garantia contratual, o consumidor terá os 90 dias para reclamar por vícios de adequação surgidos no decorrer do período desta garantia.

  • Garantia estendida 

A garantia estendida é uma modalidade de seguro, paga pelo consumidor, que compreende a manutenção do produto adquirido após o vencimento da garantia legal ou contratual. Normalmente, é oferecida por uma outra empresa, que não tem relação com o fabricante e se trata de um seguro contra defeitos do produto.

Ainda dentro das modalidades da garantia estendida, há 3 modalidades diferentes: original, ampliada e diferenciada. Cada uma possui um benefício próprio, mas antes de contratar qualquer tipo é necessário ler atentamente o contrato de compra antes de assiná-lo, verificando se a garantia estendida atenderá as necessidades. Lembrando sempre que o consumidor não é obrigado a contratar a garantia estendida.

Antes de continuar, é preciso entender as 3 modalidades da garantia estendida, para entender se o que está sendo oferecido vale realmente a pena para contratar.

  • Garantia estendida original 

Este tipo é uma extensão da garantia original do fabricante. A cobertura garante o conserto do produto, incluindo os custos com peças e mão de obra, caso apresentem defeitos de funcionamento após o fim da garantia do fabricante.

  • Garantia estendida ampliada

Já a garantia estendida ampliada cobre mais tipos de riscos como defeitos de fábrica, danos e quebra acidental e amplia a garantia dada pelo fabricante.

  • Garantia estendida diferenciada

Na garantia estendida diferenciada, há benefícios também adicionados ao contrato, no entanto o tempo de seguro é menor que o original.

 

Troca em produtos comprados online  

Com o aumento do e-commerce nos últimos anos, aparecem dúvidas sobre a troca de mercadorias compradas pela internet. A regra no caso de vícios e defeitos continua valendo para produtos adquiridos no ambiente virtual ou por outras formas de compra que também aconteceram fora de um estabelecimento físico, como televendas ou venda à domicílio.

Ao mesmo tempo, é aconselhável registrar as etapas de compras durante uma aquisição pela internet, para contar com provas caso o produto recebido não seja equivalente ao anunciado. Além disso, vale a pena conferir a política de trocas do site e as garantias contratuais do produto desejado. Por acontecer fora do ambiente físico, a aquisição de mercadorias pela internet traz o direito de arrependimento, mesmo em caso de itens que não apresentem defeitos.

No caso de compras realizadas fora das lojas físicas, o chamado direito de arrependimento é explicado pelo art. 49 do CDC. “O consumidor pode desistir do contrato, no prazo de 7 dias a contar de sua assinatura ou do ato de recebimento do produto ou serviço”. Ou seja, se você comprou um produto pela internet e, ao receber, não gostou, pode devolvê-lo em 7 dias, desde que ele não esteja usado ou apresente defeito devido ao mau uso.

Em parágrafo único, o código ainda esclarece que os valores pagos durante esse período devem ser devolvidos. Além disso, as empresas não podem cobrar taxas ou frete por causa da desistência. Porém, vale conferir a política de troca da loja para saber quais são os procedimentos para devolução do produto.

Como um software pode auxiliar o advogado a garantir justiça para os clientes?

Ao perder tempo com rotinas administrativas e tarefas repetitivas, o advogado pode não dar foco total no caso e auxiliar o cliente do jeito que gostaria, deixando assim de garantir o direito do consumidor quando tem a roupa manchada ou rasgada, por exemplo. Por isso, utilizar um software que possua agilidade, flexibilidade e autonomia como o da Easyjur, ajuda o advogado a trabalhar da melhor forma para atender aos interesses do consumidor.

 

Nosso Compromisso com o seu sucesso

Pessoas

Conectamos advogados, simplificamos processos e impulsionamos a transformação digital

Processos

Com metodologia ágil, simplificamos a gestão e fortalecemos a justiça, gerando resultados exponenciais

Tecnologia

Automatizamos tarefas, impulsionamos a eficiência e oferecemos soluções inovadoras

pri vini easyjur

Planos Easyjur

O plano perfeito para você!

Solução completa para tornar sua Advocacia mais ágil e lucrativa

Growth Plus

Para grandes escritórios avançado
pague no cartão de crédito e ganhe até R$1.500 em cashback

R$

2799

/mês
200GB Docs em Nuvem
4.000 Processos Monitorados
05 Advogados Intimações
30 Usuários Inclusos
200.000 Tokens Juris.ai
20.000 Tokens Análise de Prazos e Elaboração de Propostas com IA
Conta Digital Grátis
TUDO DO GROWTH +
Suporte VIP
Editor Legal Design
Relatórios Avançados
Acesso para clientes ilimitado
Peticionamento Automático (em breve)
SmartDocs.ai Copilot (em breve)

Growth

Para médios escritórios em crescimento
pague no cartão de crédito e ganhe até R$1.000 em cashback

R$

1699

/mês
80GB Docs em Nuvem
2000 Processos Monitorados
03 Advogados Intimações
15 Usuários Inclusos
100.000 Tokens Juris.ai
8.000 Tokens Análise de Prazos e Elaboração de Propostas com IA
Conta Digital Grátis
TUDO DO STANDARD +
Legal Analytics Tool
Cálculos Monetários
Cobranças Personalizadas
Automação de Faturamento
Campos Personalizados
500 Acessos para clientes
EasyJur.ai Copilot (em breve)

Standard

Para médios escritórios
pague no cartão de crédito e ganhe até R$700 em cashback

R$

599

/mês
40GB Docs em Nuvem
800 Processos Monitorados
02 Advogados Intimações
10 Usuários Inclusos
50.000 Tokens Juris.ai
5.000 Tokens Análise de Prazos e Elaboração de Propostas com IA
Conta Digital Grátis
TUDO DO PREMIUM +
Workflow de Tarefas Ágil
Gamificação de Atividades
TimeSheet Dinâmico
Controle Orçamentário
Gestão Estratégica
200 Acessos para clientes
Assinatura Digital (em breve)

Premium

Pequenos Escritórios
pague no cartão de crédito e ganhe até R$500 em cashback

R$

389

/mês
30GB Docs em Nuvem
300 Processos Monitorados
01 Advogado Intimações
05 Usuários Inclusos
20.000 Tokens Juris.ai
3.000 Tokens Análise de Prazos e Elaboração de Propostas com IA
Conta Digital Grátis
TUDO DO START +
Gestão Financeira
Automação de Documentos
Demandas Consultivas
LCRM e Gerador de Propostas
100 Acessos para clientes
*Website Integrado Legal CRM
Captação de clientes com Google Ads (em breve)

Start

Advogados solo
pague no cartão de crédito e ganhe até R$300 em cashback

R$

129

/mês
5GB Docs em Nuvem
100 processos monitorados
01 Advogado Intimações
02 Usuários Inclusos
5.000 Tokens Juris.ai
1.000 Tokens Análise de Prazos com IA
Jurisprudências Integradas
Processos Ilimitados
Dashboard
Juris.ai
Agenda
Pessoas
Processos e Casos
Movimentações
Categorias
Materiais Gratuitos