Processos jurídicos: Entenda como estes processos funcionam e acabe de uma vez por todas com as suas dúvidas em relação à jurisdição brasileira

4 (1) (1)

04/11/2022

Sumário

A cada dia que passa, os Processos jurídicos se tornam mais frequentes e recorrentes, já que problemas em relação aos direitos estão sendo desenvolvidos em todo o mundo, principalmente dentro do mercado e em relações comerciais.  Por conta disso, também é possível observar uma grande crescente na pesquisa de como os Processos jurídicos funcionam, e para auxiliar o povo brasileiro a se informar e se preparar para todos e quaisquer problemas, nós da EasyJur resolvemos separar e disponibilizar tais informações de forma segura.

O que são os processos jurídicos?

Os processos jurídicos, assim como o próprio nome consegue resumir, se trata de processos que serão solucionados perante a justiça e por um juiz (na maioria dos casos, entretanto, o resultado final pode acontecer por outros profissionais). Estes processos são solicitados quando um indivíduo percebe que algum dos seus direitos não foi cumprido, e assim, acabou sendo prejudicado de alguma forma.

Quem age diretamente dentro de um processo jurídico?

Existem inúmeros profissionais e indivíduos que podem ter uma participação direta dentro dos Processos jurídicos, algo que você deve se atentar. Contudo, é um fato de que o juiz, o réu, o autor, as testemunhas e os demais profissionais (advogados e profissionais que trabalham do tribunal) são os indivíduos que sempre estarão presentes nos processos.

E como eles funcionam?

Bom, como citado mais acima, o funcionamento dos processos jurídicos costuma ser uma das maiores dúvidas que todos os indivíduos possuem em relação à jurisdição brasileira, e para facilitar o entendimento deste ponto, resolvemos subdividi-lo em 10 passos que ocorrem de forma corrida, ou seja, um após o outro, sendo eles:
  1. Para um processo ser iniciado, é necessário pedir uma petição ao próprio juiz, mostrando os seus motivos, trazendo provas e mais algumas informações que sejam suficientes para dar início a um processo jurídico, tendo em vista que tal prática irá buscar lhe entregar os seus direitos que foram prejudicados de alguma forma por alguém;
  2. Após feita a petição, o juiz deverá avaliar por conta própria e com seus critérios se tal petição é realmente válida e se encaixa nas requisições para se tornar um processo. Além disso, também acontece a avaliação do juiz em relação a antecipação da tutela;
  3. Após estes dois passos, chegará o momento do réu (ou seja, a parte acusada) de se defender e expor todos os seus fatos e provas, algo que o próprio juiz irá solicitar para tal parte;
  4. Após a contestação e defesa do réu, o juiz deverá solicitar que o autor apresente uma réplica de contestação, para assim, poder seguir com o processo;
  1. Nesta fase, todas as provas e fatos essenciais já foram apresentados para o juiz, entretanto, para ter a absoluta certeza que ambas as partes já estão satisfeitas com as suas apresentações, o juiz ainda dará a chance de outras provas serem levadas, sendo necessário marcar uma audiência para tal;
  2. Nos Processos jurídicos em que novas provas forem declaradas, o seu apresentador, seja o réu ou o autor, deverão declarar as suas considerações finais em relação a sua parte, para assim, dar sequência para o caso;
  3. Após esta etapa, será publicada a sentença, onde ambas as partes terão o direito de analisar, e caso não concordem com algo, poderão solicitar o famoso recurso de apelação, para assim, tentar reverter o resultado final do processo;
  4. Esta apelação não será julgada pelo juiz, mas sim por 3 desembargadores;
  5. Caso a decisão final do juiz tenha contrariado algum direito presente em toda a legislação brasileira, os desembargadores irão notar, e consequentemente, será possível ajuizar dois tipos de recursos distintos;
  6. Para finalizar o processo jurídico, será oficializada a decisão definitiva, na qual o ganhador do caso deverá ser liquidado e terá o seu direito devidamente reconhecido.

Como se preparar para participar de Processos jurídicos?

Grande parte da população esquece de se preparar antes de participar dos Processos jurídicos, e por conta disso, acabam encontrando inúmeros problemas e dúvidas durante os seus processos. Tendo isso em vista, é extremamente recomendado que você compreenda como um processo funciona e quais serão os seus deveres perante um processo, informações que foram citadas mais acima.

Automatize suas demandas jurídicas para seu escritório lucrar 10x mais

teste de 14 dias

Automatize suas demandas jurídicas para seu escritório lucrar 10x mais

teste de 14 dias
Você também pode gostar
25/11/2022