logo comece 2024 easy

Conheça a inteligência artificial que lê publicações

Inteligência Artificial de verdade, que lê publicações, fornece resumo, recomenda ações e sugere o prazo aplicável.

Blog

[MODELO] Pedido de Divórcio Consensual – Gratuidade da Justiça

DOUTO JUÍZO DA 00º VARA DE FAMÍLIA DA COMARCA DE CIDADE-UF

NOME DOS VARÕES, qualificação completa, endereço TAL, endereço eletrônico TAL, por seus advogados in fine assinados conforme procuração anexada, com endereço profissional TAL, para fins do art. 106, I, do Novo Código de Processo Civil, vem respeitosamente à presença de Vossa Excelência, com fulcro no art. 731 do NCPC, requerer:

DIVÓRCIO CONSENSUAL

o que fazem pelos motivos de fato e de direito a seguir aduzidos.

DA CONCESSÃO DA GRATUIDADE DA JUSTIÇA

Requer a autora, a concessão dos benefícios da justiça gratuita, com fulcro no artigo 98 e seguintes do CPC e na da Lei 1.060/50, em virtude de ser pessoa pobre na acepção jurídica da palavra e sem condições de arcar com os encargos decorrentes do processo, sem prejuízo de seu próprio sustento e de sua família, conforme declaração em anexo.

DOS FATOS

Os requerentes são casados sob o regime de comunhão parcial de bens, desde DIA TAL, conforme prova a inclusa certidão de casamento (documento 00).

Declaram os requerentes inexistirem bens imóveis ou móveis a serem objeto de partilha

Da união nasceram os filhos:

Fulano de TAL, que conta com TANTOS anos nos termos da certidão de nascimento anexa (documento 00);

DO DIREITO

Estipula o art. 731 do Código de Processo Civil:

“Art. 731. A homologação do divórcio ou da separação consensuais, observados os requisitos legais, poderá ser requerida em petição assinada por ambos os cônjuges, da qual constarão:

I – as disposições relativas à descrição e à partilha dos bens comuns;

II – as disposições relativas à pensão alimentícia entre os cônjuges;

III – o acordo relativo à guarda dos filhos incapazes e ao regime de visitas; e

IV – o valor da contribuição para criar e educar os filhos.”

Nos termos do art. 226, § 6º, da Constituição Federal, cuja redação decorrente da Emenda Constitucional 66/2010 dispõe sobre a dissolubilidade do casamento civil pelo divórcio, suprimindo o requisito de prévia separação judicial por mais de 1 (um) ano ou de comprovada separação de fato por mais de 2 (dois) anos, manifestam a Vossa Excelência a intenção inequívoca de divorciarem-se consensualmente, dentro das seguintes condições:

DA PARTILHA DOS BENS

Pretendem os requerentes partilhar os referidos bens comuns da seguinte forma:

DESCREVER OS BENS

DA GUARDA DOS FILHOS

Nos termos do art. 1.583, § 2º, do Código de Civil, estabelecem a guarda compartilhada, de tal sorte que os filhos terão a assistência mútua dos requerentes que em conjunto levarão a efeito os necessários cuidados dos filhos comuns como consequência do Poder Familiar, afirmando a necessidade de compartilhar as atribuições decorrentes da guarda.

DOS ALIMENTOS

A título de pensão alimentícia destinada ao filho menor, o requerente varão contribuirá mensalmente com o correspondente TANTOS mensais, com atualização pelo TAL a partir desta data, a ser pago todo dia TAL de cada mês, diretamente a requerente mulher mediante depósito na conta TAL ou outra que expressamente e por escrito indicar, arcando ainda com as seguintes despesas pela metade, cabendo a outra metade à requerente mulher TAL.

Os requerentes dispensam, um ao outro, da pensão alimentícia.

DO NOME DO CÔNJUGE

A requerente mulher permanecerá utilizando o nome do marido.

DOS PEDIDOS

Diante do exposto, pedem

1) A gratuidade da Justiça, consoante o art. 98 e seguintes do NCPC e Lei 1.060/50;

2) Os requerentes a procedência do pedido com a homologação do divórcio consensual do casal nas condições expostas nesta exordial com a expedição de mandado de averbação e de formal de partilha;

3) Nos termos do art. 178, II, do Código de Processo Civil, tendo em vista o interesse de incapazes, requerem a oitiva do representante do Ministério Público

4) Requer-se, outrossim, a expedição de mandado para averbação no registro civil do nome da requerente mulher, que voltará a utilizar o nome de solteira;

5) Protestam pela produção de todas as provas em direito admitidas, notadamente pelos documentos que instruem o presente pedido;

Termos em que, dando à causa o valor de R$ 0000000000 (REAIS)

Termos em que,

Pede Deferimento.

CIDADE, 00, MÊS, ANO.

ADVOGADO

OAB Nº

OBS: Este KIT de petições contém material sujeito a direitos autorais, todo o seu conteúdo está registrado sob direitos autorais como um trabalho coletivo submetido às Leis Brasileiras. Não é permitido o RATEIO com fins lucrativos e comercialização deste.

Faça o Download Gratuito deste modelo de Petição

Compartilhe

plugins premium WordPress
Categorias
Materiais Gratuitos