logo mes do consumidor

30% OFF nos planos

+ 20% OFF na implantação estratégica

Para aproveitar o ÚNICO SOFTWARE JURÍDICO com IA de verdade

Blog

[MODELO] Laudo Médico Ortopedista para Fins de Seguro – Aplicação da Tabela Nacional de Acidentes de Trabalho

EXMO. SR. DR. XXXXXXXXXXXX DE DIREITO DO XXXXXXXXXXXXADO ESPECIAL CÍVEL DE

Processo:

, devidamente qualificado nos autos do processo em epígrafe, vem pela presente, por sua advogada infra assinada, em atendimento ao ilustre despacho de V.Ex.a apresentar laudo do médico ortopedista Dr. Flávio Marcio de Oliveira Segundo, o qual esclarece, entre outros, os seguintes pontos:

  1. fratura platô tibial, grau VI
  2. orteogremia difusa
  3. diminuição amplitude de movimento ativo e passivo do joelho, bloqueio 10 ° extensão, com flexão 100°.
  4. hipertrofia interna quadriceps
  5. discrepância membros inferiores, clinicamente aproximado +- 08 cm.
  6. Marcha caudicante
  7. Incapacidade exercer suas atividades laborais

É oportuno ressaltar que a tabela da CNSP na qual V.Exa requer seja enquadrada as lesões sofridas pelo Autor, não contém elementos necessários para o laudo acima descrito, podendo-se afirmar que é extremamente diminuta, tornando-se na maioria das vezes impossível enquadrar a lesão sofrida à referida tabela.

A lei 6.198/78 com as alterações introduzidas pela lei 8.881/92 em seu art. 5° § 5°, assim determina:

“ O instituto médico legal da jurisdição do acidente também quantificará as lesões fisicas ou psiquicas permanentes para fins de seguro previsto nesta lei, em laudo complementar, no prazo médio de noventa dias do evento, de acordo com os percentuais da tebela de condições gerais de seguros de acidente suplementada, nas restrições e omissões desta, pela tabela de acidentes de trabalho e da classificação internacional das doenças.”(grifo nosso).

No presente caso, encontra-se perfeitamente enquadradas as lesões sofridas pelo autor na tabela nacional de acidentes de trabalho, decreto-lei n° 381/93 (cópia em anexo), conforme demonstra-se a seguir:

fratura platô tibial, grau VI = (item 13.2.1 “c” + item 11.2.3) 10 % + 28%

orteogremia difusa

diminuição amplitude de movimento ativo e passivo do joelho, bloqueio 10 ° extensão, com flexão 100°= (item 12.2.3.1 “f” = 70% )

hipertrofia interna quadriceps (item 11.1 “b” = 20% )

discrepância membros inferiores, clinicamente aproximado

Marcha caudicante (item 12.1.3 “c” ) = 15%

Total dos itens acima= 139,00%

Incapacidade exercer suas atividades laborais (item 5 “a” – fls. ) = X

1,5% = 208,5%

Como pode ser observado, a quantificação das lesões sofridas pelo autor chegam a ultrapassar em dobro o patamar dos 100%, pleiteado na peça inicial.

Pelo exposto, requer a V. Exa a aplicação da Tabela Nacional dos Acidentes de Trabalho, em razão das restrições e omissões da tabela do CNSP e por expressa determinação legal que prevê sua aplicação subsidiária,

N. Termos

Pede Deferimento

Faça o Download Gratuito deste modelo de Petição

Compartilhe

plugins premium WordPress
Categorias
Materiais Gratuitos