logo comece 2024 easy

Conheça a inteligência artificial que lê publicações

Inteligência Artificial de verdade, que lê publicações, fornece resumo, recomenda ações e sugere o prazo aplicável.

Blog

[MODELO] Juntada de prova documental e contestação dos fatos alegados pela autora

EXMO. SR. DR. XXXXXXXXXXXX DE DIREITO DA MM. 3ª VARA CÍVEL DA REGIONAL DE JACAREPAGUA – RIO DE JANEIRO/RJ.

REF: PROCESSO:

, já qualificada nos autos da ação em epígrafe, vem perante V.Exª, por seu advogado infra-assinado, em atendimento ao R.despacho de fls.., juntar os documentos necessários para fazer provas junto a este D.Juízo, de que todas as alegações feitas na peça de bloqueio desta improcedente ação, retratam a verdade real dos fatos descritos a seguir:

Primeiramente, junta neste ato declaração da ora Ré, informando a V.Exª., que nunca teve a autora como patrona no processo que tramita na 26ªVara Cível, pois, quando compareceu nas dependências daquele escritório, foi para procurar o Dr., meu patrono nesta e em todas as ações da família em andamento. Portanto, não são verdadeiras as alegações daquela advogada que fui procura-la para patrocinar minha causa, até porque alem de advogado o Dr. é uma pessoa, que faz parte do nosso relacionamento familiar.

MM.Dr.XXXXXXXXXXXX, os fatos são de uma clareza tão evidente que, exatamente por causa desta atitude nefasta antiética da autora, que este peticionante foi obrigado a recorrer ao nosso Órgão de Classe, interpondo uma Representação Disciplinar contra aquela advogada que junta neste ato cópia, provando a V.Exª que a conduta pouco ilibada e antiética da autora está evidente, pois este patrono não seria leviano em interpor tal Representação se não fossem verdadeiros os fatos alegados neste petitório.(Doc.Anexo).

As práticas ilegais da autora são tantas que, para trazer maior convencimento a V.Exª., das evidências, este peticionante, junta neste ato, mais documentos que comprovam os desvios antiéticos da autora, que praticava atos processuais utilizando-se do nome deste advogado, conforme mostra a cópia da ação de consignação em pagamento proposta pela autora, assinando a petição em nome deste, sem seu conhecimento, (Doc.Anexo). Juntamente com esta cópia junta inúmeras outras cópias de atos processuais que foram feitos em nome deste advogado, inclusive dois substabelecimentos, um, supostamente assinado por este peticionante, e outro assinado também supostamente pelo Dr. João Carlos, passando todos os poderes para este advogado, tudo sem o conhecimento tanto deste advogado como do colega.

Para provar os desvios éticos pouco profissionais da autora, tanto nesta como em outras ações, junta ainda, documento que foi distribuído junto a 8ª Vara Cível no processo 2XX3.XX1.089.287-9, que registra os inúmeros atos processuais feitos pela autora bem como registra o inconformismo deste advogado pelas práticas antiprofissionais desta, que foi despachado diretamente na sala de audiência daquele D.Juízo, sendo requerido naquela oportunidade Ofício tanto ao MP., como a OAB, para que se pronunciassem sobre tais práticas.

Como restou demonstrado, pelos documentos apresentados, é prática comum da autora práticas antiprofissionais, Aida mais depois que ficou sabendo dos valores envolvidos naquela ação perdeu completamente o pouco que lhe restava de ÉTICA se é que s.m.j. tem conhecimento do que seja.

Diante do exposto, espera a ora Ré e este patrono, terem apresentado provas suficientes para o convencimento de V.Exª, de que a ação de cobrança interposta, é completamente improcedente, como restou provado com os documentos em anexo, provando que a conduta antiética da autora é latente, pois, com sua atitude antiprofissional, ludibriou a Boa Fé da ora Ré, quando em nome deste advogado a atendeu e que agora, tenta ardilosamente, fazer o mesmo, se fazendo de vítima, persuadir este D.Juízo, tentando induzi-lo a erro, fazendo alegações infundadas sem consistência, desejando se locupletar em nome da Ré, através desta improcedente Ação.

Por tanto, Requer a V.Exª. que após exame das provas apresentadas seja julgada improcedente a presente ação ou se ainda assim, não foram suficientes as provas apresentadas, seja marcada AIJ., para que seja tomado depoimento pessoal das partes, autora e ré, vez que a autora não compareceu a Audiência de Conciliação se fazendo representar por advogado, por não ter a coragem de enfrentar a ora ré, por saber que seria desmentida em juízo do alegado, por isso, se absteve de comparecer a audiência, e o que requer.

Termos em que,

E. Deferimento.

Rio de Janeiro,

Faça o Download Gratuito deste modelo de Petição

Compartilhe

plugins premium WordPress
Categorias
Materiais Gratuitos