logo comece 2024 easy

Conheça a inteligência artificial que lê publicações

Inteligência Artificial de verdade, que lê publicações, fornece resumo, recomenda ações e sugere o prazo aplicável.

Blog

[MODELO] Contestação – Divórcio Direto

Divórcio Direto – Contestação

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA …… VARA CÍVEL DA COMARCA DE ……………………………

(10 LINHAS)

Autos do processo nº ……………………………

(5 LINHAS)

…………, (nacionalidade), (profissão), (estado civil), portador da Carteira de Identidade RG nº ….., inscrito no CPF/MF sob o nº …., residente e domiciliado na rua …….., nº ….., bairro ……., cidade ……, no Estado de …….. CEP ……., por seu procurador infra-assinado, mandato anexo, vem respeitosamente à presença de Vossa Excelência, nos termos da Lei Processual Civil, apresentar sua

CONTESTAÇÃO

nos autos da presente AÇÃO DE DIVORCIO DIRETO, que perante este Juízo e respectiva Escrivania lhe move …………, (nacionalidade), (profissão), (estado civil), portadora da Carteira de Identidade RG nº ….., inscrita no CPF/MF sob o nº …., residente e domiciliada na rua …….., nº ….., bairro ……., cidade ……, no Estado de …….. CEP ……. , por seu procurador infra-assinado, mandato anexo, vem respeitosamente à presença de Vossa Excelência,, aduzindo, para tanto, os relevantes fatos e fundamentos adiante alinhavados:

I – DOS FATOS

Realmente as partes celebraram matrimônio em ../../…., pelo regime de comunhão parcial de bens.

A vida do até então casal vinha se desenvolvendo em perfeita e completa harmonia. Sendo que, o requerido no desenrolar do convívio, arcava com todas das despesas da família em questão, como vestuário, alimentação, educação, moradia, cuidados com a saúde, lazer e demais obrigações, pois naquela época o mesmo tinha, relativamente, um bom emprego que lhe dava condições de arcar com todas obrigações.

Aliás, o requerido além de custear o sustento da Autora que até então nunca tinha exercido atividade remunerada, pagou também todos os estudos da mesma, ou seja, até o fim do curso universitário de Administração de Empresas na Universidade e posteriormente sua Pós-Graduação, conforme confirma as deduções nas declarações do imposto de renda do requerido. (doc. anexo)

Porém, no começo do ano de …. o requerido teve o infortúnio de ser dispensado sem justa causa de seu emprego, por motivo de concordata da referida instituição financeira.

Sendo assim, depois deste lamentável fato, teve início insistentes cobranças da Requerida em relação à queda do poder aquisitivo do casal, sendo que todas as verbas indenizatórias recebidas foram rapidamente consumidas pela Autora.

Devidos às referidas cobranças, brigas e humilhações que foi alvo o requerido por parte da Autora, o mesmo foi acometido por uma profunda depressão que o levou a procurar tratamento psicológico, o qual, em momento algum teve a colaboração da Requerente, que achava o fato de seu companheiro precisar de uma orientação profissional um grande desperdício de dinheiro, pois na sua visão, tais valores deveriam ser consumidos também por ela.

Importante ainda salientar que quando o requerido foi demitido a Autora, conseguiu um bom e inédito emprego. Porém, mesmo assim, levando em consideração a difícil situação que estava passando o cônjuge varão, a Requerida em nada contribuía para amenizar a referido problema, pois todos os seus proventos mensais foram destinados na compra de (01) um carro relativamente de luxo, deixando o primeiro arcando, mesmo assim, com todas as despesas da casa.

Depois de quase 01 (um) ano desde a dispensa do requerido e quando o dinheiro da indenização trabalhista estava quase no fim, a Autora no dia ….de …… de ….. não pensando duas vezes, abandonou o primeiro sem qualquer tentativa de conciliação, indo morar com os progenitores.

Depois de três meses retornou ao lar conjugal em uma casa nos fundos do referido imóvel lá permanecendo até a presente data sendo que quando lhe é pertinente convida o Réu a dormir com ela.

Desta forma inverídica são suas alegações que induzem em erro esse r. Juízo ainda mais porque o casal ainda permanece convivendo maritalmente, sendo que não existe a convivência marital com outra pessoa e sim somente com o requerido são ilusões que não condizem com a verdade.

III – DA POSTULAÇÃO

Ante o exposto, requer:

A improcedência total do pedido posto que a situação fática é diversa do que o alegado na presente ação sendo que ausentes estão os requisitos essenciais a procedência da presente ação.

A condenação da parte autora nas custas processuais. Demais despesas e nos honorários advocatícios na base usual de 20% (vinte por cento), de acordo com a Lei Processual em vigor.

Requer, por fim, a produção de todos os meios de prova em Direito admitido, ou seja, provas testemunhais para tanto arrola as testemunhas abaixo as quais comparecerão em Juízo independente de intimação sob responsabilidade da parte Ré bem como provas documentais e periciais, enfim, tudo o que for permitido para provar o alegado.

Termos em que

Pede deferimento.

(Local, data e ano).

(Nome e assinatura do advogado).

(OAB/UF)

ROL DE TESTEMUNHAS:

1) ………………

2) ………………

3) ………………

Faça o Download Gratuito deste modelo de Petição

Compartilhe

plugins premium WordPress
Categorias
Materiais Gratuitos