logo mes do consumidor

30% OFF nos planos

+ 20% OFF na implantação estratégica

Para aproveitar o ÚNICO SOFTWARE JURÍDICO com IA de verdade

Blog

[MODELO] AÇÃO DE REINTEGRAÇÃO DE POSSE CUMULADA COM PERDAS E DANOS

Contrato de arrendamento mercantil – pedido de reintegração na posse – inadimplemento da arrendatária que mesmo notificada persistiu em sua inadimplência, a qual resultou na rescisão contratual.

Requer o suplicante medida liminar de reintegração, pois o arrendamento e a mora estão comprovados através de provas documentais.

Por último, requer perdas e danos.

EXMO. SR. DR. JUIZ DE DIREITO DA VARA CÍVEL DA COMARCA DE ….

…………………………………………………., pessoa jurídica de direito privado, inscrita no CGC/MF sob nº …., com sede na Rua …. nº …., Município e Comarca de …., por seu advogado infra assinado, conforme instrumento de mandato incluso (doc. anexo), com escritório na Rua …. nº …., onde recebe intimações, vem respeitosamente à presença de Vossa Excelência, propor

AÇÃO DE REINTEGRAÇÃO DE POSSE

CUMULADA COM PERDAS E DANOS

contra ……………………………, pessoa jurídica de direito privado, inscrita no CGC/MF sob nº …., com sede na Rua …. nº …., pelos motivos de fato e de direito que passa a expor:

1.

O suplicante é proprietário do bem a seguir caracterizado, o qual foi arrendado à suplicada nos termos do Contrato de Arrendamento Mercantil nº …., celebrado em ….

2.

O referido bem foi entregue à suplicada no dia …., conforme Termo de Recebimento e Aceitação (incluso).

3.

O arrendamento foi convencionado pelo prazo de 36 (trinta e seis) meses, obrigando-se a arrendatária a pagar, durante a vigência do contrato, contraprestações de R$ …. e residual de R$ …., corrigidas na forma avençada.

4.

Sucede que a suplicada deixou de efetuar a provisão em conta corrente desde …., o que impede a realização dos débitos relativos às contraprestações subsequentes e, apesar de notificada (doc. anexo), a suplicada persistiu em sua inadimplência, a qual ocasionou a rescisão contratual, conforme cláusula …., item …., do contrato, assistindo o direito de ser reintegrado "initiu litis" na posse do bem arrendado de sua exclusiva propriedade.

A mora da devedora está caracterizada pela notificação (doc. anexo) e pelo inadimplemento, consoante previsão da cláusula …., item …., do contrato.

Ante o exposto, vem requerer a Vossa Excelência , se digne determinar a medida liminar de reintegração, independente de prévia justificação, "inaudita altera parte", pois tanto o arrendamento como a mora estão documentalmente comprovados, ordenando, após a citação da ré, nos termos do artigo 172, 2º, do CPC, para , querendo , oferecer contestação, sob pena de revelia, prosseguindo-se até final decisão da ação e será julgada procedente, decretando a rescisão do contrato e consolidando a posse plena e exclusiva nas mãos do suplicante, condenando a suplicada nas custas a despesas do processo, honorários advocatícios, como de direito.

Caso pretenda a ré quitar seu débito, protesta desde já pela apresentação do valor integral da dívida que deverá ser calculada à época do efetivo pagamento, acrescido de atualização monetária nos termos da Lei nº 6.899/81, juros de 1% ao mês, multa contratual de 10% e honorários advocatícios além das demais cominações legais e contratuais.

Por fim, requer que as perdas e danos sejam apuradas após a reintegração dos bens, através de liquidação, tendo-se por base as contraprestações apuradas desde o inadimplemento até a data da reintegração, visto que neste período a arrendatária permaneceu com o bem, usufruindo seus frutos, sem nada pagar a arrendadora, pelo que deve indenizar.

Dá-se à presente o valor de R$ ….

Termos em que,

P. deferimento.

…., …. de …. de ….

………………

Advogado OAB/….

Faça o Download Gratuito deste modelo de Petição

Compartilhe

plugins premium WordPress
Categorias
Materiais Gratuitos