MANIFESTO EASYJUR

Teoria da Imprevisão frente a Teoria da Onerosidade Excessiva
February 21, 2019
DISSÍDIO DE GREVE DOS SERVIDORES CELETISTAS FACE AO JULGAMENTO DO RE 846.854/STF
February 23, 2019
Show all

MANIFESTO EASYJUR

Por Vinícius Marques - CEO EasyJur

Nós não vendemos software aqui!

Sabemos que construímos algo que é genuinamente útil para as pessoas: todo advogado ou escritório jurídico que adota o #easyjur como sua solução central para gestão dos processos, financeiro e automação de documentos tem percebido rapidamente os benefícios e, por isso, já somos mais de 40 mil #easyforces.

Assim temos como meta diária, 24 horas por dia, 365 dias por ano, produzir algo que realmente torne a vida das pessoas mais simples, mais agradável e produtiva. Além de entender o que as pessoas querem e precisam, traduzimos esse valor na experiência de todos os usuários.

Uma boa parte disso é “apenas marketing”, mas mesmo os melhores slogans, anúncios, landing pages e outros, não se sustentarão se não forem suportados pela percepção de valor gerado por meio da experiência. Experiência essa que as pessoas têm quando acessam nosso site, quando assinam uma conta premium, quando eles começam a usar o software todos os dias.

Portanto, “entender o que as pessoas precisam e depois traduzir o valor do #Easyjur em todos os pontos de contatos com nossos usuários” é algo em que nos inspira. É a soma de todos os nossos esforços. Fazemos isso com tecnologia, bons fluxos de trabalho, pesquisa abrangente com nossa comunidade de advogados e para-legais, e recursos bem pensados e implementados de todos os tipos. Mas, acima de tudo, fazemos isso com pessoas de verdade, com proposito de tornar a vida dos nossos usuários, que também são pessoas, melhor, mais simples e justa!

Marketing

Nos últimos anos muito tem se falado em Market fit, provavelmente como resultado da popularidade do movimento lean startup. O termo refere-se ao grau em que um produto pode ser bem-sucedido. Uma vez que o produto se encaixa no mercado, uma startup/empresa é capaz de pisar no acelerador para alavancar um produto, que realmente é útil para uma quantidade significativa de pessoas. Tudo isso significa que estamos em constante transformação e aprimorando. Os esforços que tivemos antes são muito diferentes do que precisamos ter agora, que serão também distintos dos que precisaremos ter amanhã.

Estamos indo bem e há muitos sinais encorajadores, mas definitivamente ainda estamos na primeira fase e é muito, muito difícil dizer até onde temos que ir para atravessar o limbo em busca da terra prometida. Por isso, trabalhamos com cuidado, tanto do lado do produto, quanto para o lado do mercado. Buscando fazer um trabalho melhor do que fornecer o que as pessoas pensam que querem em forma de refinamentos dos princípios em torno das características e design da plataforma.

Nossa posição é diferente daquela em que muitas novas empresas se encontram: não estamos lutando em um mercado definido. Apesar do fato de que há vários concorrentes diretos e uma história confusa de ferramentas superficialmente similares, estamos nos propondo a definir um novo mercado. Isso significa que não podemos nos limitar a ajustar o produto; precisamos ajustar o mercado também.

Vender a inovação, não o produto.

A medida real e direta da “inovação” é a mudança no comportamento humano. De fato, é útil tomar uma forma de pensar mais ampla como definição: a inovação é a soma da mudança em todo o ecossistema, não apenas uma coisa que cause mudança na maneira como as pessoas se comportam. Nenhuma pequena inovação causou uma grande mudança na forma como as pessoas gastam seu tempo. Nenhuma delas jamais conseguiu tal feito.

Por essa medida, o #easyjur é uma inovação real e grande. Não é tão atraente como carros autônomos ou chips implantáveis, mas, para as pessoas e organizações que adotarem, haverá uma mudança drástica na forma como o tempo é gasto, como a comunicação acontece e como os recursos humanos da equipe são utilizados.

Esperançosamente queremos integrar todos os agentes do ecossistema. Assim haverá mudanças sensíveis na produtividade, mudanças na forma como os advogados da equipe se relacionam, entre si e com os seus clientes, pessoas em geral e empresas. Também haverá mudanças no papel das universidades, magistrados e até mesmo da OAB, mas, principalmente, na forma em que percebemos a geração de valores para sociedade.

É improvável que consigamos vender “um software jurídico” e gerar valor para todo o ecossistema.

É por isso que estamos criando a transformação organizacional que envolve o conflito de direito. O que estamos criando não é apenas mais um software jurídico e seu conjunto de recursos. Os advogados compram "software jurídico" para atender a uma necessidade especifica que já sabem que possuem, seja o acompanhamento de um processo judicial, a elaboração de uma peça ou contrato de honorários, no entanto, se estivermos vendendo “uma redução no custo com o controle de prazos processuais” ou “gerenciamento do conhecimento jurídico sem esforço” ou “tomando decisões melhores, mais rápido” ou “toda produção jurídica da sua equipe, instantaneamente pesquisável, disponível onde quer que você vá, até mesmo a logística econômica envolvida com toda cadeia do processo”, ou “80% menos uso de e-mail”, ou outros resultados possíveis, impactaremos muitos mais pessoas.

É por isso que estamos criando a transformação organizacional. O software é a parte que somos capazes de construir e contribuir com a revolução da advocacia 4.0. Estamos oferecendo uma redução na sobrecarga de dados, alívio do estresse e uma nova capacidade de extrair o enorme valor das informações no ambiente jurídico até então descentralizados.

Estamos desenvolvendo organizações melhores, melhores equipes, potencializando os recursos humanos. Isso é uma coisa boa para as pessoas e é uma coisa muito melhor para nós. Seremos bem-sucedidos na medida em que criarmos um mundo mais justo e com menos conflitos.

Porque a melhor maneira de encontrar o mercado de produtos é definir seu próprio mercado.

Esta não é uma ideia nova. Existem muitas marcas cujas atividades de marketing ou posicionamento são geralmente maior do que o próprio produto. A Harley Davidson é um exemplo disso. Ela vende motocicletas, mas entrega especialmente liberdade e independência como valores percebidos. A maioria das marcas de luxo vendem algo que, em resumo, tem o objetivo de “ser melhor do que você é”. Tornar a percepção do mundo ao seu redor diferente.

É quase inevitável que sistemas de inteligência artificial, automação e gestão interna sejam centralizados gradualmente e, substituam o e-mail, a agenda física, de modo geral transforme o modo tradicional de fazer as coisas. Em direção a evolução para a maioria dos advogados e escritórios jurídicos, nos próximos 5 anos, devemos fazer o que for necessário para acelerar essa tendência e tornar a vida das pessoas mais simples.

Estamos no começo de uma transição. Temos a oportunidade de definir o caminho para onde vamos e pressionar pela revolução tecnológica, bem como o desenvolvimento de todo o ecossistema. Seria uma loucura não aceita-lo, porque a melhor maneira de encontrar o mercado ideal é criar o seu próprio mercado.

Quem queremos que nossos clientes se tornem?

Uma tese central é que todos os produtos são desenvolvidos sobre comportamentos dos clientes: fazer as coisas de uma certa maneira, pensar em si sobre o seu ponto de vista e geralmente isso significa mudar o que se faz ou como se faz; muitas vezes tudo isso significa mudar o mindset e alterar completamente a maneira como se pensa em si ou de qual é o seu papel na sociedade, de forma geral.

Estamos pedindo muito de nossos clientes, nós sabemos disso. Pedimos a eles que passem horas por dia em um aplicativo novo; pedindo que desistam de anos ou mesmo décadas de experiência usando as tradicionais pastas arquivo e até mesmo o e-mail para comunicação; abandonem todos os tipos de fluxos de trabalho ad hoc desenvolvidos até aqui; estamos pedindo para eles que mudem um modelo enraizado. Isso é uma quebra de paradigma quase impossível. Quase.

Para levar as pessoas a dizer sim a um pedido tão grande, precisamos oferecer-lhes uma recompensa gratificante o suficiente para justificar seu esforço e fazer um trabalho de execução excepcional, que os encante e transforme positivamente a experiência de uso.

A melhor maneira de imaginar a recompensa é pensar em quem queremos que nossos clientes, parceiros e colaboradores se tornem:

• Queremos que eles se tornem trabalhadores leves e produtivos, que tenham a confiança em saber que qualquer informação, valiosa para eles, é apenas uma busca e está sempre dentro de si;
• Queremos que eles se tornem senhores de suas próprias informações e não escravos, subjugados pelo fluxo sem fim da rotina de atividades repetitivas;
• Queremos que eles se sintam menos frustrados com a falta de visibilidade da sua advocacia e o bem que proporcionam para sociedade;
• Queremos que eles se tornem pessoas que se encham de propósito, sabendo que cada pergunta que fazem é, na verdade, construir valor para todos os envolvidos nesse ecossistema.

É isso que estamos propondo. O objetivo de todo o trabalho que estamos desenvolvendo. Precisamos fazê-los entender o que está no fim do arco-íris, se eles usam o #easyjur. Assim temos que trabalhar para garantir que todos cheguem lá.

Como fazemos isso?

Nós fazemos isso realmente com o trabalho de pessoas excepcionais que possuem o mesmo proposito aqui na #Easyjur. O nosso time é foda!!! A razão para dizer que precisamos fazer “um trabalho de execução excepcional e quase perfeito” é esta: “queremos entregar algo incomparavelmente bom. Por isso que é especialmente importante para nós construirmos um software bonito, elegante e simples. Cada pedacinho pensado exaustivamente para promover o refinamento e consideração pelas as pessoas”.

Isso significa que temos que encontrar todas aquelas pequenas fricções e aniquilá-las. Precisamos olhar para o nosso próprio trabalho a partir da perspectiva de um novo cliente em potencial e realmente ver o que está lá.

Isso faz sentido? Você pode prever o que vai acontecer quando você clicar nesse botão ou abrir esse menu? Existe feedback suficiente para saber se o clique ou toque funcionou? É rápido o suficiente? Se eu abrir o sistema no smartphone ele funcionará perfeitamente?

Nós já sabemos o modelo que estamos usando e os métodos para desenvolvê-lo. É muito difícil abordar o #Easyjur com a mente de principiante. Nós temos que, na verdade todos nós, fazer isso todos os dias, repetidamente, e polir cada aresta até que a superfície reflita a própria imagem clara como em um espelho.

Cada um de vocês sabem muito bem que são capazes de ver quando as coisas não são bem-feitas. Certamente todos nós reclamamos o suficiente de outros softwares, e todos nós sabemos como as primeiras impressões são importantes em nossos próprios julgamentos. É exatamente assim que os outros nos avaliam, você nunca tem uma segunda chance de causar uma boa primeira impressão.

Colocar-se na mente de alguém que está vindo para o #Easyjur, especialmente pelo fato que já é um pouco estressante para quem vive tomado pelo tsunami da rotina e não tinha tempo para o café da manhã, para quem está ansioso em terminar um prazo antes de sair para o fim de semana com a família, com os amigos ou mesmo apenas para relaxar. Colocar-se em sua mente significa olhar para o #easyjur da maneira como você olha para algo com interesse verdadeiramente especial. Sejamos exigentes no interesse de sermos excelentes.

Por quê?

Não faz sentido fazer isso para ser pequeno. Devemos ser grandes, mesmo porque há muitas pessoas no mundo que merecem o #Easyjur. Ser grande também significa que terá que ser muito, muito bom. Mas isso é conveniente, já que também não faz sentido fazê-lo se não for realmente espetacular. A vida é muito curta para fazer um trabalho medíocre e é definitivamente muito curta para construir coisas ruins, deixaremos então nossa marca no mundo e a certeza de que algo se tornou melhor.

Para isso, precisamos ter uma abordagem holística e não apenas pensar em uma longa lista de tarefas individuais que devemos realizar em um determinado dia ou semana. Nosso desejo mais íntimo é realmente estarmos contribuindo para tornar a experiência melhor para os usuários, tudo é diretamente norteado por um propósito maior.

Há uma grande nobreza em servir os outros. Servimos com uma qualidade que é medida por nossa atenção aos detalhes. Este é um modelo perfeito que nos guia. Garantir que as peças se juntem não é tarefa de outra pessoa. É o seu trabalho, é nosso trabalho, não importa quem você seja advogado, magistrado ou pessoas com problemas reais, e não importa qual o papel que você desempenha. A busca desse propósito deve permear tudo o que estamos fazemos aqui.

Mas o #Easyjur é um pouco mais complexo que uma empresa tradicional, pelo menos de certa forma. Como é novo e menos familiar, isso significa que precisamos ouvir, observar e analisar com cuidado. Precisamos criar ferramentas para capturar o comportamento e as reações humanas. E então precisamos ter todas essas informações, nossos melhores instintos e melhorar continuamente.

Somos uma equipe excepcional de desenvolvimento de software. Mas também precisamos ser uma excelente equipe de entendimento sobre pessoas. A natureza da tarefa é complexa e trabalharemos juntos para entender, antecipar e atender melhor as pessoas que confiam em nós. Concluindo, todo trabalho se propõe a fazer das coisas o melhor que puder e ser a melhor versão de nos mesmos sempre.

QUER GANHAR PUSH EM DOBRO?

Um presente especial no mês do Advogado!

Clique aqui para falar pelo WhatsApp!

 

TESTE 14 DIAS GRÁTIS